sexta-feira, novembro 12, 2021

Dono de motel mata funcionário ao descobrir que homem mantinha caso com a esposa dele

Um funcionário de motel no interior de São Paulo foi assassinado a tiros pelo próprio patrão quando chegava para trabalhar na última semana. Segundo a Polícia Civil de São Paulo, o dono do estabelecimento é um coronel da Polícia Militar aposentado e o crime teria sido motivado pela descoberta de uma traição.

“A vítima mantinha um relacionamento com a esposa do oficial, o que ficou comprovado inclusive no depoimento dela, que também é policial militar”, explicou o delegado Wilson Frazão em entrevista coletiva.

Segundo as investigações, Daniel Ricardo da Silva trabalhava como ajudante e morava em um cômodo nos fundos do motel, na cidade de Marília. Na manhã do último dia 31, ele foi atingido pelas costas com três disparos enquanto se preparava para começar o expediente.

Na última quinta-feira (4), o policial aposentado foi preso temporariamente após se apresentar na delegacia e confessar a autoria do crime. Em seu depoimento, ele disse que os disparos foram efetuados em legítima defesa.

O suspeito contou aos policiais que, quando descobriu a traição, tentou conversar com a vítima, que teria sacado uma arma contra ele. Ele então teve a reação de disparar contra o funcionário antes que ele pudesse apertar o gatilho.

A arma do crime ainda não foi localizada e o coronel alega que a deixou no local. Ao lado do corpo havia uma arma da PM, mas que é da esposa do suspeito, também policial militar. No entanto, nada indica que essa arma foi ou estivesse sendo utilizada pela vítima”, explica o delegado.

As investigações do caso ainda estão em andamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário