sexta-feira, outubro 15, 2021

Criada a Represa de Pesca Esportiva no Lago da Usina Baixo Iguaçu

A Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) criou a Represa de Pesca Esportiva do Baixo Iguaçu, em Capanema, a primeira com essa finalidade no Estado. A Resolução Sedest 40/2021 institui a reserva e proíbe a pesca profissional na região, tornando exclusiva a pesca amadora, protegendo a ictiofauna local – conjunto das espécies de peixes que existem numa determinada região biogeográfica.

O objetivo é regulamentar a pesca amadora, conservando seu potencial para a prática do ecoturismo e, consequentemente, melhorar a renda e a qualidade de vida das populações lindeiras.

Apesar das restrições, a tradição e a atenção à população local foram respeitadas. A Resolução mantém, também, a possibilidade de abate de peixes para consumo local na pesca desembarcada e a tradicional pesca embarcada ao mandi-pintado, porém, majorando seu tamanho e limitando a quantidade.

Para o superintendente das Bacias Hidrográficas e Pesca, Francisco Martin, essa era uma demanda de anos dos pescadores esportivos do Estado, além de ser uma medida que conservará os atrativos da área.

Baixo Iguaçu

 A Barragem do Baixo Iguaçu é uma das regiões com potencial para a pesca esportiva, aliada ao ecoturismo. A represa tem vocação para a atividade, além de ter boas características de delimitação, isolamento e boa possibilidade de monitoramento.

De acordo com a Resolução, é proibida a posse ou abate dos peixes capturados, sendo obrigatória a prática do pesque e solte. Quem for flagrado realizando a pesca profissional na região está sujeito às sanções previstas em Lei (n° 9.605 de 12 de fevereiro de 1998 e no Decreto nº 6.514 de 22 de julho de 2008).

Nenhum comentário:

Postar um comentário