segunda-feira, setembro 20, 2021

Paraná decide nesta terça (21) sobre início da vacinação de adolescentes sem comorbidades

         O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, afirmou em entrevista coletiva na manhã desta segunda feira (20 de setembro) que se reunirá nesta terça feira (21) com secretários municipais de Saúde para decidir sobre o início da vacinação de adolescentes no Estado. Na semana passada, o Ministério da Saúde voltou atrás em decisão do início do mês e retirou a recomendação para a aplicação das vacinas em adolescentes. "A partir de amanhã vamos conversar com secretários municipais de Saúde e com a direção do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde para tomar uma decisão fechada no Paraná", disse Beto Preto. Segundo ele, será possível iniciar a imunização pelos grupos prioritários nessa faixa etária, já que 94,23% da população paranaense com mais de 18 anos já recebeu uma dose, duas doses ou a dose única. 

A imunização de adolescentes começará pelo grupo priotário, para pessoas entre 12 e 17 anos com comorbidades, deficiências permanentes, indígenas, gestantes ou privados de liberdade. Segundo Beto Preto, não adianta estender a vacinação neste momento para o restante dos adolescentes, pois o Estado precisa de uma previsão do Ministério da Saúde. "Quem compra vacina no Brasil é o Ministério da Saúde, para que possamos garantir a utilização correta das vacinas precisamos ter a garantia de que Ministério vai garantir as vacinas da Pfizer (única autorizada no país para essa faixa etária). Precisamos ter a garantia de que serão compradas para distribuirmos aos municípios". Municípios com doses sobrando poderão aplicá-las nos adolescentes dos grupos prioritários.

Beto Preto disse que o Paraná vem cobrando que o Ministério volte a recomendar a vacinação geral de adolescentes. "O Paraná continua seguindo o Programa Nacional de Imunicação, ao mesmo tempo em que cobramos, dentro do diálogo entre as esferas de Saúde, que o Ministério também inclua o quanto antes a vacinação dos adolescentes sem comorbidades. Essa posição é fundamental, dependemos dessa posição", disse. "Estamos instindo no diálogo, solicitando que tenhamos doses disponíveis para vacinar os adolescentes, e torcemos para que isso aconteça logo, entre hoje, amanhã ou quarta-feira fatalmente nós teremos outra posição". 

O Paraná chegou à marca de 12.412.029 de vacinas aplicadas, entre primeira dose, segunda dose e dose única. Entre o último sábado (18) e esta segunda-feira, o Estado recebeu mais 877 mil doses, de acordo com o secretário Beto Preto. As vacinas serão distribuídas até esta terça-feira. "Muitas dessas doses são para segunda dose, algumas já vêm para a chamada terceira dose, para cidadãos que tomaram a segunda dose há mais de seis meses e têm mais 70 anos".

A meta é terminar o mês com 100% da população paranaense acima dos 18 anos vacinada com pelo menos uma dose, mas Beto Preto lembra que muitas pessoas não tomaram nenhuma dose por opção própria. "Nessa conta há a necessidade de se levar em consideração que muitas pessoas não quiserem se vacinar, portanto, apesar de estarmos com quase 95%, tem o quantitativo de pessoas não foram tomar nem a primeira dose", disse o secretário. Segundo ele, os números nacionais indicam que entre 4% e 5% da população com mais de 18 anos não se vacinou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário