segunda-feira, setembro 27, 2021

Em um ano, mortes por arma de fogo crescem quase 25% no Paraná

Após três quedas consecutivas entre 2017 e 2019, o número de mortes provocadas por armas de fogo voltou a crescer no Paraná em 2020, quando um paranaense faleceu a cada cinco horas, em média, por conta de acidentes, suicídios e homicídios com o emprego desse tipo de armamento. Na comparação com o ano anterior, verifica-se ainda um aumento de quase 25% no número de registros entre um e outro período.

Em 2020 foram registrados 1.688 falecimentos no Paraná em situações envolvendo o emprego de arma de fogo. Na comparação com 2019, verifica-se ainda um expressivo aumento de 24,67% nos óbitos, sendo esta a primeira vez que esse tipo de morte sobe durante o governo Jair Bolsonaro.

Anteriormente, o número de óbitos causados por esse tipo de armamento chegou a cair consecutivamente entre 2017 e 2019. Em 2016, por exemplo, 2.238 vidas foram ceifadas a tiros. Em 2017 o número caiu para 1.971; em 2018 chegou a 1.678; e em 2019, a 1.354, menor número para um único ano desde 2000 (quando 1.300 pessoas faleceram em situações envolvendo arma de fogo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário