domingo, setembro 05, 2021

Covid-19: Óbitos pela variante Delta no Paraná preocupam as autoridades sanitárias do Paraguai

Há preocupação na fronteira com a circulação da variante Delta do Covid-19 na região, reporta a rádio La Clave. A reportagem destaca que o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, confirmou que o número de óbitos pelo vírus que sofreu mutação chega a 54 no Estado.

Os últimos cinco registros foram confirmados no dia 1º de setembro a partir do sequenciamento do genoma pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O Paraná tem 95 casos confirmados de Delta. Existe circulação viral. 

Os últimos casos registrados foram apurados em 15 cidades do Paraná, uma delas é Toledo, a apenas 160 quilômetros de Ciudad del Este. Esta cidade também registrou uma morte.

A Delta é considerada preocupante no ranking adotado pelas autoridades sanitárias, tanto no Brasil quanto no Paraguai. De acordo com o Ministério da Saúde, Ato Paraná tem 7 casos da variante e um falecido no município de Hernandarias.

No Paraná, os municípios são informados dos casos confirmados pela Fiocruz, recebendo dados e informações para a realização da investigação epidemiológica correspondente.

PRIMEIRO CASO

O primeiro caso da variante delta no Paraná foi no dia 2 de junho, em Apucarana, em uma mulher de 71 anos. O Ministério da Saúde confirmou o estado de transmissão à comunidade dessa variação do coronavírus em 28 de julho.

O prefeito de Foz de Iguaçu, Chico Brasileiro, em mais de uma ocasião expressou seu temor de que a variante Delta acabe chegando ao seu município através de Ciudad del Este. Por enquanto, a cidade não tem casos relatados.

Este receio, recorda a La Clave, levou o prefeito insistir em cinco oportunidades, através de notas oficiais, para a instalação de uma barreira sanitária na Ponte Internacional da Amizade.

A intenção é exigir o teste negativo de covid-19 a todos que entrarem em Foz por essa passagem de fronteira, mas o pedido não foi autorizado pelo Governo Federal.

Por enquanto, tudo indica que o município finalmente desistiu dessa intenção e está se concentrando na aplicação da primeira dose da vacina contra o covid-19.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, dependente da Prefeitura Municipal, a população adulta estimada é de 198.169 e estima-se que nas próximas semanas 100 por cento serão vacinados com pelo menos a primeira dose da vacina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário