segunda-feira, setembro 06, 2021

Advogado do Paraná é suspeito de agressão em suposto caso de homofobia em SC

Agressor

 Um homem de 31 anos foi agredido em frente a um bar, em Jaraguá do Sul, Santa Catarina, na madrugada de sábado (4). As agressões contra o chef de cozinha Anderson Krahl, no entanto, foram registradas e o vídeo que mostra o momento do crime viralizou nas redes sociais. A Polícia Civil de Santa Catarina recebeu o caso e apura supostas práticas de crimes de lesão corporal e homofobia.

Anderson contou que percebeu a reação negativa e saiu de perto. No entanto, o assunto reapareceu e se voltou à sua descendência alemã.  

Anderson diz que saiu, bastante nervoso, do estabelecimento. “Eu falei ‘oh gente, estou indo embora, não preciso ficar passando por isso”, lembra ele. Duas mulheres que estavam no bar se ofereceram para acompanhá-lo até a pousada onde estava hospedado. No entanto, segundo Anderson, já do lado de fora, o homem, que também estava indo embora, parou o carro, desceu do veículo e iniciou as agressões.

Anderson precisou levar pontos e registrou um Boletim de Ocorrência. De acordo com o delegado Marcelo Schiebelbein, só após a conclusão do inquérito será possível decidir se as agressões aconteceram em contexto de homofobia. Se for confirmado, o autor poderá responder também por lesões corporais e crime de racismo. Isso porque, em 2019, o STF (Supremo Tribunal Federal) equiparou homofobia à crime de racismo.

Nota da OAB

A OAB de Santa Catarina se manifestou e emitiu uma nota de repúdio ao agressor, que seria advogado no Paraná. Disse que está acompanhando as diligências e que, se for confirmado que o agressor é advogado, vai instaurar um procedimento ético-disciplinar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário