quinta-feira, julho 22, 2021

Condenação de ex-diretor-geral da Alep pode ser anulada

Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) deve julgar nesta quinta feira (22 de julho) um pedido de anulação da decisão que condenou o ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) Abib Miguel, o Bibinho, a mais de 250 anos de prisão. A informação é do G1 Paraná.

O processo que condenou Bibinho faz parte da Operação Argonautas – um desdobramento da Operação Diários Secretos. Em 2010, investigações apontaram desvio milionário de dinheiro envolvendo a contratação de funcionários fantasmas na Alep.

Promotores indicaram que o ex-diretor usava a verba de contratação dos funcionários fantasmas para lavar dinheiro e comprar imóveis. Ele foi considerado o mentor dos desvios de recursos da Alep.

As investigações mostraram que Bibinho comprou fazendas e lotes em Goiás, avaliados em R$ 248 milhões. Os bens foram bloqueados pela Justiça, mas até hoje não foram vendidos para ressarcir os cofres públicos.

“Considerando também a idade dos réus e outros fatores que a lei leva em consideração pode ser que esse caso venha prescrever e não tenha resposta nenhuma. Para além disso, o que a gente percebe é uma demora muito grande na venda desses imoveis e no retorno desses valores para os cofres públicos”, afirma o presidente da Associação do Ministério Público do Paraná (MP-PR), André Glitz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário