quinta-feira, maio 27, 2021

Polícia Científica ganha novas viaturas para agilizar serviços no interior

A Polícia Científica recebeu terça-feira, 25, sete novas viaturas que serão empregadas pelas equipes do Instituto de Criminalística do interior do Paraná graças ao investimento de R$ 1,1 milhão do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Segurança Pública. Os veículos serão essenciais para dar mobilidade aos peritos no deslocamento a locais de crime, entre outras atividades características do Instituto.

A entrega ocorreu no mesmo evento que também celebrou a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre a Polícia Científica do Paraná e o Complexo Hospitalar do Trabalhador para uso conjunto do laboratório multiusuário de patologia forense.

O secretário Romulo Marinho Soares destaca que os novos veículos vão possibilitar a agilidade nas atividades de campo dos peritos. “A aquisição dessas viaturas faz parte de um investimento da Secretaria para estruturar as novas unidades da Polícia Científica que necessitam de equipamentos modernos e adequados para colaborar com os processos que envolvem a criminalística, e quem ganha com isso é a sociedade”, disse.

Os veículos são da marca Mitsubishi, modelo L-200 com tração 4x4 turbo, recurso que permite o deslocamento tanto em vias urbanas e rodoviárias como também em terrenos acidentados. As caminhonetes chegaram plotadas e prontas para serem utilizadas nas unidades de Apucarana, União da Vitória, Pato Branco, Campo Mourão e Toledo.

Os veículos serão destinados aos setores de localística (composto pela seção de crimes ambientais, crimes contra o patrimônio, contra a pessoa, crimes de trânsito e engenharia forense) do Instituto de Criminalística.

O perito-chefe do Instituto de Criminalística de Francisco Beltrão, Patrick Souza, diz que a unidade de Pato Branco começa operar nas próximas semanas. Cinco novos peritos foram deslocados para aquela unidade, por isso a viatura nova foi direcionada para o município. Francisco Beltrão também continua com cinco peritos para atender a microrregião.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário