quarta-feira, fevereiro 17, 2021

Frente parlamentar mostra força contra a não instalação de pedágio entre Cascavel e Toledo

Na manhã desta quarta-feira (17), uma frente de vereadores de Cascavel, Toledo, Corbélia e outros municípios da Região se reuniram na rodovia BR-467, em Sede Alvorada, para realizar uma manifestação contra a instalação de uma praça de pedágios no trecho. 

Há certo tempo, entidades de classe e agricultores protestam contra a possível instalação, sendo que a ação ganhou força política.

Quando esteve em Cascavel, o Presidente Jair Messias Bolsonaro recebeu as reclamações dos Governos do Estado e municipais, quanto à proposta da nova praça.

O prefeito de Toledo, Beto Lunitti (MDB), relatou que a discussão sobre o pedágio requer um olhar das autoridades regionais, destacando que as rodovias de Toledo a Cascavel e Toledo a Marechal Cândido Rondon, que necessitam de pedágios, principalmente após receberem investimentos do Governo Federal.

Conforme o Presidente da Câmara de Vereadores de Cascavel, Alécio Espínola, o trecho divide dois municípios que, somados, possuem mais de 460 mil habitantes, por isso, a instalação é inadmissível.

Já o vereador de Toledo, Gabriel Bueno Baierle, destacou em entrevista que, além de caminhoneiros e agricultores, o valor do pedágio impactará principalmente no prelos dos alimentos, atingindo a população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário