segunda-feira, novembro 15, 2021

República, Tolerância, Bandeira e Consciência Negra marcam a semana

Nesta segunda-feira (dia 15), o Brasil celebra os 132 anos da República, data que é feriado nacional. Na sexta-feira (19) é dia da bandeira nacional. No âmbito dos direitos humanos, a semana tem dois importantes marcos: o Dia Internacional para a Tolerância (terça, 16) e o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra (sábado, 20).

A Proclamação da República ocorreu um ano e meio após a abolição da escravatura. No dia 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca saiu de sua casa no centro do Rio de Janeiro, próximo à Central do Brasil, para proclamar a República acompanhado por uma tropa de cerca de mil militares.

O Dia Internacional para a Tolerância é celebrado no dia 16. A comemoração internacional foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem por objetivo marcar a data da constituição da A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultural (Unesco), que se deu em 16 de novembro de 1945, e a data da proclamação da Declaração de Princípios Sobre a Tolerância, que foi assinada por 185 países na cidade de Paris com a intenção de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais, a partir da prática da tolerância e da convivência pacífica entre os povos vizinhos. Em 2018, uma matéria do Repórter Brasil abordou o tema.

O dia 19 é o dia da bandeira brasileira. O Brasil adotou oficialmente este projeto para sua bandeira nacional em 19 de novembro de 1889, substituindo a bandeira do Império do Brasil. A Bandeira é composta por uma base verde em forma de retângulo, sobreposta por um losango amarelo e um círculo azul, no meio do qual está atravessada uma faixa branca com o lema "Ordem e Progresso", em letras maiúsculas verdes. O campo verde e o losango dourado da bandeira são heranças da bandeira imperial anterior— o verde representava a Casa de Bragança de Pedro I, o primeiro imperador do Brasil, enquanto o ouro representava a Casa de Habsburgo de sua esposa, a imperatriz Maria Leopoldina. O círculo azul com 27 estrelas reflete o céu visto na capital Rio de Janeiro em 16 de janeiro de 1889, representam as unidades federativas.

No dia 20 de novembro comemora-se o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. A data marca a morte de Zumbi dos Palmares. Ele foi o último líder do Quilombo dos Palmares, o maior do período colonial. Comemorado há mais de 30 anos por ativistas do movimento negro, a data foi incluída em 2003 no calendário escolar nacional e em 2011 foi criado oficialmente o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, instituídos pela Lei Nº 12.519 de 10 de novembro de 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário