domingo, novembro 14, 2021

IBGE prevê safra agrícola recorde de 270,7 milhões de toneladas para 2022

A safra agrícola de 2022 deve totalizar 270,7 milhões de toneladas, alta de 7,8% em relação à estimativa de 2021, ou 19,5 milhões de toneladas a mais. Se confirmada, será um novo recorde histórico. Os dados são do primeiro Prognóstico para a Safra Agrícola divulgado nesta quinta-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2021, a safra alcançou 251,2 milhões de toneladas, resultado 1,2% menor do que o de 2020, de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de outubro. O resultado de outubro ficou 0,1% maior em relação à estimativa divulgada em setembro, ou 236,1 mil toneladas a mais.A estimativa da área a ser colhida pelos produtores agrícolas brasileiros em 2021 é de 68,5 milhões de hectares, com alta de 4,6% frente a 2020.

Soja e milho

As safras de soja e de milho explicam a projeção de um novo recorde histórico da produção agrícola para 2022, conforme o primeiro Prognóstico para a Safra Agrícola. No levantamento do IBGE, a safra de soja somará 135,2 milhões de toneladas em 2022, 0,8% acima de 2021. Já o milho de primeira safra somará produção de 28,7 milhões de toneladas em 2022, alta de 11,1% ante 2021. O milho de segunda safra, por sua vez, deverá registrar alta de 26,8% na produção de 2022, para 77,2 milhões de toneladas. Segundo o IBGE, o ano agrícola não atrasou, com o plantio da soja sendo realizado, em sua maior parte, na época normal, o que pode favorecer a "janela de plantio" para o milho segunda safra.

Arroz e feijão

A produção nacional de arroz deverá recuar 3,9% em 2022, conforme o IBGE. No levantamento do instituto, a produção total de arroz deverá ficar em 11,1 milhões de toneladas.Segundo o IBGE, a queda é explicada por uma base de comparação alta. "As lavouras da região Sul foram beneficiadas pelo clima nos dois últimos anos, com uma excelente luminosidade, o que proporcionou recordes de produtividades, logo uma base de comparação alta para a safra 2022", informou o instituto.

Já a primeira safra de feijão deverá somar 1,2 milhão de toneladas, 6,9% acima da deste ano. A segunda safra, com 1,1 milhão de toneladas, deverá ficar 9,8% acima de igual safra deste ano. A terceira safra da leguminosa, por sua vez, deve recuar 0,9% em relação a 2021, para 590,1 mil toneladas.Algodão herbáceoO IBGE também divulgou sua projeção para o algodão herbáceo, de 6 milhões de toneladas, 2,4% acima de 2021. Segundo o IBGE, a recuperação dos preços da pluma e o aumento da demanda internacional devem incentivar os produtores a aumentarem a área cultivada

Nenhum comentário:

Postar um comentário