terça-feira, novembro 09, 2021

Embalagens com peso reduzido voltam às gôndolas dos supermercados em tempos de inflação alta

 Além de prestar atenção nos valores dos produtos, os consumidores também devem ficar atentos às embalagens nas gôndolas dos supermercados. Isso porque empresas do setor alimentício utilizam uma estratégia chamada de "shrinkflation" (reduflação em tradução livre) para disfarçar a inflação, que acumula alta de 9,68% nos últimos 12 meses. A prática consiste em reduzir o tamanho das mercadorias sem aumentar os preços, o que significa que o cliente vai comprar uma quantidade menor pelo mesmo valor que adquiria, anteriormente, um produto maior. 

A prática da reduflação não é ilegal, mas a empresa deve apresentar todas as alterações de forma explícita ao consumidor de forma clara, precisa e ostensiva nas embalagens. As empresas que não seguirem as regras estão sujeitas à multa, conforme cada caso.
 
Segundo o consultor de varejo Marco Quintarelli, as principais categorias impactadas pelo fenômeno são a mercearia doce e a mercearia seca, ou seja, biscoitos, geleias, iogurtes, laticínios e alguns commodities como o arroz. "O consumidor vem comprando aquele item com determinada frequência e, de uma hora para outra, o produto tem que ter um aumento de preço devido à mão de obra ou à matéria-prima. Então, a opção seria oferecer o produto com volume menor, mas com o mesmo valor", explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário