quarta-feira, novembro 10, 2021

Custo da revitalização da Orla de Matinhos saltou de R$ 22 milhões pra R$ 483 milhões. “É outra obra”

 O projeto de revitalização da Orla de Matinhos, que há mais de uma década o governo do Paraná tenta implantar, teve um salto significativo no orçamento. A primeira vez que a obra foi orçada, em 2009, o valor estimado era de R$ 22 milhões. Em junho de 2021, quando foi efetivamente lançado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, o projeto foi anunciado na casa dos R$ 483,1 milhões, dos quais R$ 378 milhões para a primeira fase.

O aumento foi de 2.095%, com o valor sendo multiplicado por quase 22 vezes. De acordo com o Dieese, a variação da inflação no período de 2009 a 2021 foi de 99,56%, com base no IPCA, do IBGE.

A diferença entre os valores inicial e atual chamou a atenção do Ministério Público do Paraná (MPPR) e é um dos motivos da ação civil pública proposta. Segundo o governo, no entanto, “não existe sentido na comparação entre um e outro valor” já que as projeções iniciais são da época da elaboração do Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) e “tratam-se de mera estimativa”. Uma das justificativas do Instituto Água e Terra (IAT), responsável pelo projeto, para a grande diferença nos números é que foram aprofundados os estudos e identificada a necessidade de uma maior intervenção.

“O projeto básico previa um volume de engordamento, na época, de 1.300.000 m³, sem um orçamento detalhado que considerasse a metodologia executiva. Já a versão executiva do projeto detectou um déficit ainda maior de sedimentos, em função da erosão marinha que carreia um significativo volume de areia ano após ano. Ainda é necessário pontuar que houve adequações nas estruturas semirrígidas e ainda a inclusão de proteções costeiras com o objetivo de proteger infraestrutura urbana existente e a serem implantadas na revitalização”, explica o IAT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário