segunda-feira, outubro 25, 2021

Muitos paranaenses continuam sem luz por causa do temporal

A segunda-feira (25) amanheceu com um verdadeiro exército de profissionais da Copel em campo para dar continuidade ao trabalho de correção dos estragos causados pelo temporal do sábado (23), cujo impacto foi 20% maior que o da semana anterior, que já era considerado o mais grave já enfrentado pelo interior do Paraná.

Ao todo, 1.350 copelianos foram mobilizados para refazer as redes danificanas e possibilitar a religação da energia elétrica, que ainda está em falta em em 93.7 mil endereços de diversas cidades, especialmente no Noroeste do Estado.

No pior momento do temporal, 552 mil unidades consumidoras chegaram a ter o fornecimento de energia interrompido pela ocorrência de raios, queda de árvores e rajadas de vento que variaram entre 80 e 90 km/h em diversas localidades, chegando aos 100 km/h em casos pontuais.

Alternadamente, mais de um milhão de domicílios tiveram desligamento de energia por algum tempo durante a ocorrência do temporal, dos quais mais de 140 mil anoiteceram o domingo ainda sem energia. Destes, 37 mil são das regiões Oeste e Sudoeste, uma das mais castigadas.

 FALTA DE ÁGUA

A falta de energia provocou também a suspensão também do abastecimento de água em 85 localidades do Estado. Segundo a Sanepar, algumas unidades de produção e distribuição de água ainda estão sem energia, inviabilizando a sua operação.

Na região Oeste, houve falta de energia (e de água, consequentemente) em Cascavel, Lindoeste, Guaraniaçu e distrito de Guaporé, Santa Tereza do Oeste, Corbélia e distrito da Penha, distrito de Santo Izidoro em Três Barras, Matelândia, Ramilândia, Braganey e distrito de Longuinópolis, Ibema, Campo Bonito, Iguatu e Céu Azul. (Foto: Copel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário