terça-feira, setembro 14, 2021

Maior usina do Rio Iguaçu BENTO MUNHOZ da ROCHA em PINHÃO , tem volume útil menor que o registrado durante o apagão de 2001

O reservatório da Usina Hidrelétrica Governador Bento Munhoz da Rocha Netto, a maior e mais potente do Rio Iguaçu, no Paraná, está com o volume útil de água abaixo do registrado em agosto de 2001, quando houve o apagão no Brasil. Nesta segunda (13), às 14h, o volume útil era de 9,25%, conforme dados da Companhia Paranaense de Energia (Copel).

O dado corresponde à parcela de água do reservatório que pode efetivamente ser usada para geração de energia.

Levando em consideração agosto deste ano, de acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o reservatório teve volume útil médio de 15,5% ante 80,29% registrado no apagão, há 20 anos. O valor é também o mais baixo encontrado para o mês nas últimas duas décadas.

A unidade está localizada em Pinhão, na região central do Paraná, e é também o maior reservatório da região Sul no Sistema Interligado Nacional (SIN), correspondendo a quase 30% do subsistema. 

Os índices da antiga Usina do Foz do Areia se tornam ainda mais preocupantes quando observados dados de setembro. No sábado (11), às 00h, o reservatório chegou ao nível útil de 8,66%.

Além disso, nos primeiros nove dias do mês, a usina gerou uma média de 329 MW, valor que representa apenas 19,6% da capacidade instalada de 1.676 MW de potência, segundo a Copel.

Sobre a média de geração, a Copel explicou que neste momento tem relação com o nível de armazenamento, "porém não é exclusividade de períodos de escassez do recurso".

Nenhum comentário:

Postar um comentário