sexta-feira, setembro 24, 2021

Guaraniaçu - HOMENS QUE MATARAM casal de idosos a golpes de faca e facão foram condenados pelo Tribunal do Juri


 Aconteceu o Júri no Fórum da Comarca de Guaraniaçu, dos três homens, acusados de praticar um crime contra um casal.

 As vítimas identificadas como  Gerônimo Skulny de 62 anos e Juvência Rodrigues SKulny de 55 anos, foram encontradas sem vida no interior de sua residência, localizada na Rua Grandes Amigos do Meio Ambiente, no dia 04 de janeiro de 2020.

 O crime de duplo homicídio apresentava indícios de crueldade com ferimentos praticados possivelmente a golpes de faca e facão contra o casal. 

 Foram encontradas cerca de 20 a 30 perfurações em várias regiões dos corpos das vítimas.

 As penas aos réus, foram, Ezequiel Luciano Bonfim de 29 anos, a 32 anos de reclusão, Zaqueu Luciano Bonfim de 26 anos a 36 anos de reclusão e Lucas Ribeiro Skulny de 20 anos por ser menor de 21 anos na época do ocorrido foi condenado a uma pena de 26 anos, todos em regime fechado.

CASO na época....

O trio suspeito de matar o casal Gerônimo Skulny, de 62 anos, e Juvência Rodrigues Skulny, de 55 anos, em Guaraniaçu, na última sexta-feira (03/01/2020), foi detido na tarde desta terça-feira (07) pela Polícia Civil.

O caso chocou a população por conta da crueldade empregada no crime. As vítimas foram mortas com golpes de faca e facão e os corpos encontrados apenas na manhã de sábado (04). O homem trabalhava como servente de pedreiro e a mulher como catadora de recicláveis.

Conforme o delegado da Polícia Civil de Guaraniaçu, Bruno Amaral, até o momento da prisão, sete testemunhas foram ouvidas e todas relataram as mesmas informações e apontaram os suspeitos como os autores do bárbaro e cruel duplo homicídio.

Os três suspeitos já haviam sido identificados pela polícia, que ainda nesta sexta-feira representou pela prisão temporária junto ao Poder Judiciário, que expediu os mandados.

Segundo Amaral, no momento da abordagem, o trio apresentava cansaço. "Eles estavam caminhando pelo mato e tentando se esconder, mas não conseguiram asilo em nenhum lugar. Dormiam no meio do mato. Estavam com medo de uma possível retaliação da própria sociedade", comenta o delegado.

O delegado também relatou que dois dos suspeitos teriam matado as vítimas, enquanto que o terceiro envolvido ficou vigiando o local para avisar sobre uma eventual presença policial.

Outro detalhe que torna o crime ainda mais brutal é fato de que, segundo o delegado, um dos suspeitos é familiar de uma das vítimas.

Os detidos foram encaminhados ao setor de carceragem de Guaraniaçu e posteriormente devem ser transferidos para outra unidade prisional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário