sábado, agosto 07, 2021

Greve de caminhoneiros no Paraguai forma fila perto da Ponte da Amizade e prejudica motoristas brasileiros

 Caminhoneiros paraguaios estão em greve, nesta quarta-feira (4), revindicando aumento no valor pago pelos fretes. Eles estão concentrados em Cidade do Leste, a cerca de 10 quilômetros da Ponte Internacional da Amizade, que liga o país vizinho a Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

Por causa da paralisação, filas se formaram nas rodovias dos dois países. Os caminheiros brasileiros que estão retidos nos bloqueios relatam prejuízos com a situação.

"Quando eu cheguei na rotatória aqui eles não deixaram passar. Eles deveriam ter uma consideração com os caminhoneiros brasileiros que estão com o caminhão descarregado, para a gente poder retornar para o nosso país de origem. Assim, a gente fica à mercê de qualquer situação, sem o mínimo do básico que seria necessário, que é um banheiro, um restaurante", disse o caminhoneiro do Rio Grande do Sul Marcos Zarti.

De acordo com o governo paraguaio, está marcada para quinta-feira (5) uma reunião com representantes dos caminhoneiros para discutir os avanços das negociações.

Os caminhoneiros do Paraguai dizem que podem ficar parados tempo indeterminado, até que deputados e senadores aprovem o projeto que estabelece valores de custo operacional e preço mínimo de referência para o serviço de frete.

Nenhum comentário:

Postar um comentário