sexta-feira, agosto 27, 2021

Crise hídrica: Usinas hidrelétricas do Rio Iguaçu estão gerando mais energia, diz Copel , mas CONTA deve ficar MAIS CARA

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) informou que as usinas hidrelétricas que ficam no Rio Iguaçu, no oeste do Paraná, estão gerando mais energia e, para atender a demanda do Operador Nacional do Sistema Elétrico, estão utilizando a água que estava sendo guardada para os períodos críticos.

Com isso, os volumes nos reservatórios diminuiu. A Usina Governador Bento Munhoz da Rocha Netto, anteriormente denominada Foz do Areia - que é a maior e mais potente usina do Rio Iguaçu - reduziu a capacidade do reservatário de 20% para 17%.

Já a Usina Hidrelétrica de Salto Caxias, em Capitão Leônidas Marques, baixou de 40% para 29%. 

Mais energia gerada significa mais água passando pelas turbinas e desaguando nas Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. Nesta quinta-feira (26), a vazão nas Cataratas estava de 2 milhões de litros de água por segundo. O normal é 1,5 milhão.  

Na sexta-feira (27), o Ministério de Minas e Energia deve decidir se a conta de luz vai ficar mais cara. Nesta quinta, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse durante uma audiência pública no Senado que a taxa extra cobrada na bandeira vermelha deve sofrer um novo reajuste por causa da crise hídrica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário