quinta-feira, julho 15, 2021

Sem apoio de RATINHO JR , Londrina faz último esforço para trazer Escola de Sargentos

Pouco mais de uma dezena de autoridades políticas, religiosas e universitárias de Londrina participaram de uma importante reunião em Brasília com o Alto Comando do Exército. O objetivo é apresentar a cidade como opção viável para instalação da Escola de Sargentos e Oficiais (ESA) que deve injetar R$ 1 bilhão de investimentos na cidade que for escolhida para recebe-la.

Com o apoio do governador Ratinho Junior (PSD) a Ponta Grossa, Londrina foi praticamente descartada como opção viável para o empreendimento. Sozinha, a ESA vai atrair mais 5 mil habitantes, todos vinculados ao Exército – o que será um diferencial enorme na economia local.

O próprio exército já havia informado que apenas três cidades – sendo Ponta Grossa (PR), Santa Maria (RS) e Abreu e Lima (PE) ainda estavam na disputa para sediar a ESA. O que faltava a Londrina para seguir nessa seleção é a disponibilidade de um terreno capaz de comportar a escola, e com a infraestrutura necessária.

Uma das lideranças que participou da reunião em Brasília é o reitor da UniFil, Dr. Eleazar Ferreira. Segundo ele, o encontro retomou o otimismo da cidade. “Já temos a solução para disponibilizar os 2,5 mil alqueires necessários para a instalação da Escola de Sargentos. A parte financeira para aquisição da área está resolvida”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário