quarta-feira, junho 09, 2021

Prefeito recebe ameaça de morte após decretar lockdown

“Disseram que, se eu fechasse a cidade, iriam matar a minha mãe”. Desde o final de maio a família do prefeito Rafael Freire (PSB), de Alpinópolis, no Sul de Minas, vive com o medo após a ameaça recebida pelas redes sociais. Tudo começou após o chefe do Executivo municipal determinar lockdown para tentar conter o aumento de casos de Covid-19.

O jovem político de 27 anos conta ao BHAZ que a ameaça de morte à mãe chegou após uma entrevista concedida. “Avisei que adotaria o lockdown por 10 dias, diante da incidência e aumento de contaminação. Mais tarde a ameaça veio falando que minha mãe seria morta e mandando eu ficar esperto, pois era vacilão”, lembra.

A identificação do perfil não pôde ser feita, pois, segundo Freire, o mesmo foi bloqueado. “Quando clicamos não conseguimos entrar na página”. Uma denúncia foi formalizada e o caso será investigado pela Polícia Civil. Além disso, uma representação será feita junto ao MPMG (Ministério Público de Minas Gerais).

A Polícia Civil confirmou que o prefeito procurou a corporação para denunciar as ameaças sofridas. Ainda segundo a polícia, o caso está sendo apurado e mais detalhes serão repassados futuramente.

O prefeito acredita que a mensagem ameaçadora é mais uma “tentativa de intimidação do que algo real”, mas que não se pode “brincar com a sorte”. O susto permanece na família, em especial na mãe dele. “Ela está muito assustada e à base de remédio. Qualquer barulho já a deixa assustada e pensa que é alguém querendo entrar na casa. Abalou muito o psicológico”, explica Rafael.

Além da ameaça de morte, o prefeito teve que lidar com possíveis ataques ao prédio público do município. “Grupos extremistas ameaçaram vir na prefeitura para quebrar tudo”.

O lockdown terminou nesse domingo (6) em Alpinópolis e o prefeito espera uma melhora nos números nas próximas semanas. “Já observamos leve queda nos casos comparando com as duas últimas semanas. Foram 21% de casos a menos. Expectativa é que diminua ainda mais”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário