quarta-feira, junho 30, 2021

Ex policial e Dono de bar é preso por suspeitas de estupro e assédio sexual em Guarapuava, diz polícia

O dono de um bar em Guarapuava, na região central do Paraná, foi preso preventivamente - por tempo indeterminado - no fim da tarde desta terça-feira (29) por suspeita de estupro e assédio sexual contra funcionárias.

De acordo com a Polícia Civil, cinco vítimas foram confirmadas até esta terça. A delegada Ana Carolina Hass de Miranda Castro, que investiga o caso, afirmou que as vítimas têm entre 15 e 20 anos e eram contratadas para trabalhar no bar.

Segundo a delegada, uma das mulheres, de 19 anos, diz ter sido estuprada pelo homem. Ela contou à polícia que o homem, de 31 anos, começou a ter "atitudes estranhas" logo no primeiro dia de trabalho.

A mulher relatou que o dono do bar ordenou que ela fosse até a parte de cima do bar, onde ele morava, e que lá cometeu atos libidinosos e o estupro, informou a delegada. 

Conforme a delegada, a investigação começou no início deste mês depois que duas mulheres procuraram a polícia e relataram crimes de estupro e importunação sexual. Ana Carolina disse suspeitar que mais mulheres podem ter sido vítimas.  

Segundo ela, o homem tem passagens pela polícia em Guarapuava por porte ilegal de arma de fogo e importunação sexual.

Ainda de acordo com a delegada, ele foi excluído da Polícia Militar (PM) de Santa Catarina em 2019 por infringir questões administrativas. Agora, ele vai responder por crimes de estupro, assédio sexual e importunação sexual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário