segunda-feira, maio 17, 2021

Governo deve divulgar novo decreto da Covid-19 nesta segunda; comércio apela contra 'lockdown'

O Governo do Estado prorrogou até as 5 horas de hoje as medidas de enfrentamento da pandemia determinadas pelo decreto 7.506/2021, em vigor desde o início do mês, e que venceria na última sexta-feira.

A Secretaria de Estado da Saúde analisa o cenário epidemiológico da Covid-19 e a capacidade de resposta da rede de atenção à saúde para definir se será necessário ampliar as restrições para reduzir a transmissão da doença — atualmente, o número está acima de 1, o que indica crescimento do contágio, segundo o Boletim Epidemiológico do Paraná.

Na semana passada, o próprio governador Ratinho Jr disse da possibilidade do governo endurecer as medidas de restrições, porém de forma regionalizada.
O decreto que vence hoje regula as atividades comerciais, como bares, restaurantes, shopping centers e comércio em geral, e o toque de recolher, com aproibição de circulação de pessoas e a venda e consumo de bebida alcóolica em espaços de uso público ou coletivo das 23h às 5h do dia seguinte.

Continuaram proibidas atividades que causem aglomerações, como casas de shows, circos, teatros e cinemas; eventos sociais e atividades correlatas em espaços fechados, como casas de festas, de eventos, incluídas aquelas com serviços de buffet; os estabelecimentos destinados a mostras comerciais, feiras, eventos técnicos, congressos e convenções; casas noturnas e correlatos; além de reuniões com aglomeração de pessoas, encontros familiares e corporativos.

Contra lockdown

Os shoppings de Curitiba lançaram uma campanha nas redes sociais contra o fechamento dos estabelecimentos em um novo lockdown ou bandeira vermelha na Capital paranaense. A campanha é assinada por todos os shoppings da capital e traz três cards com as hashtags “#economia não pode parar”, “#comercio não pode fechar” e “#trabalho é essencial”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário