quarta-feira, maio 19, 2021

CASCAVEL - HOMEM descobre traição da esposa , ficou de BOA , MAS PRESENTEOU RICARDÃO com VENENO embutido em PÃES de MEL

 Pães de mel foram envenenados com carbufurano, produto proibido no Brasil desde 2017

 A Polícia Civil deu detalhes da Operação Doce Veneno, realizada em Cascavel, na manhã de quarta-feira (19).

O delegado da Polícia Civil, Diego Valim, falou sobre como iniciaram as diligências e como chegaram até o preso de 43 anos.

Sobre a motivação do crime, o delegado explica que foi por causa de uma traição descoberta entre janeiro e fevereiro de 2020. Em depoimento ele comentou que guardou mágoa e ficou "remoendo" a traição, embora tivesse mantido o relacionamento com a esposa. Tanto que somente após um ano, ele colocou em prática o plano de envenenando os pães de mel e realizou a entrega.

O alvo do crime seria o homem "pivô" da traição. De acordo com a Polícia Civil, o investigado tinha feito ameaças ao homem envolvido no relacionamento extraconjugal, mas apenas de destruição patrimonial. Entre elas, de que jogaria ácido nos veículos. Ao sofrer as ameaças, a vítima registrou boletim de ocorrência.

Conforme informado, os policiais conseguiram por meio de imagens de câmeras de segurança identificar o veículo utilizado para a entrega dos pães de mel.

Informações de telefones, que supostamente foram usados nas ameaças, e cartas usadas para prejudicar a vítima também foram levantadas pela equipe policial.

Com esses fatos, foi iniciado o rastreamento do suspeito, por meio de localização, nesses períodos. Os radares da cidade mostraram onde o veículo do suspeito teria passado e isso colaborou para as investigações iniciai; Juntando todos os elementos a delegacia confirmou a autoria da entrega ponto.

Na sequência, a Polícia Civil representou no Poder Judiciário o pedido do mandado de busca e apreensão na casa do investigado e na empresa em que ele trabalha para recolhimento de computadores, telefones celulares e HDs externos.

Ainda conforme o delegado, o suspeito usou artimanhas para tentar despistar a polícia, utilizando duas pessoas de boa-fé que tiveram alguma relação com a entrega do pacote. Essas pessoas foram investigadas pela Delegacia de Homicídios e não foi estabelecido nenhum vínculo dessas pessoas com o crime.

STATUS SOCIAL

De acordo com o delegado, o investigado tem uma boa situação financeira boa e mora em condomínio fechado, de alto padrão.

Valim esclarece sobre o guarda-chuva apreendido. Ele foi utilizado no dia da entrega de uma carta que fez parte de toda artimanha. Era um dia chuvoso e o suspeito teve cuidado de não deixar o veículo próximo ao local da entrega pois tinha uma câmera de segurança.

Já sobre o veículo apreendido, foi levantado pelas equipes que foi utilizado para entrega do pacote para o vendedor ambulante, que levou os pães de mel às vítimas. O uso do carro foi registrado pelos radares das câmeras da cidade.

De acordo com o delegado, o suspeito deve responder por dupla tentativa de homicídio qualificado, pois ele tinha conhecimento que na residência morava a vítima e a sua esposa. Ele assumiu o risco de que a esposa da vítima ingerisse o outro pão de mel envenenado, assumindo o risco de que ela poderia também ter ingerido

USO DE SERINGA

Valim ainda explicou que o investigado, que é gerente de uma empresa de caminhões em Cascavel, confessou a prática do crime. Ele disse que tinha veneno em casa, sabia que era para matar ratos.
O suspeito usou uma seringa para injetar o veneno o pão de mel. Ainda conforme relatado o homem sabia da toxicidade do veneno, mas não mediu a quantidade que colocaria no pão de mel. Ele tinha um pouco do veneno em casa e dividiu o que tinha entre os dois pães e se desfez do vidro.

PRISÃO

O suspeito ficará detido na carceragem da 15ᵃ Subdivisão Policial. O mandado é para prisão preventiva, por tempo indeterminado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário