sexta-feira, abril 30, 2021

Homem que MATOU PM em Sarandi a tiros de PISTOLA , é encontrado em propriedade rural no Paraguai e preso

O suspeito de matar o policial militar Juliedes Nunes, assassinado em abril de 2019, foi preso na quinta-feira (29), segundo a Polícia Civil do Paraná. O homem foi encontrado em uma propriedade rural no Paraguai.

O PM, que trabalhava em Maringá, no norte do Paraná, foi morto em Sarandi, onde morava, quando estava de folga. Ele foi atingido por mais de dez tiros de pistola, segundo a polícia.

Segundo o delegado Adriano Garcia, a prisão do suspeito foi efetuada pela polícia paraguaia no município de Santa Rita, que fica a 70 km de Foz de Iguaçu, no oeste do Paraná.

“Ele estava em uma propriedade rural, não teve tempo de empreender fuga. Ele vivia em um local quase isolado. Os relatos é que foi uma prisão muito difícil de ser feita, os policiais tiveram que fazer um longo trajeto a pé para não chamar a atenção do suspeito”, afirmou o delegado.

O suspeito já tinha sido preso no início de 2020, em Porto Velho, em Rondônia, mas três meses depois deixou a prisão em uma fuga em massa que aconteceu no presídio Milton Soares de Carvalho, e estava foragido desde então.

De acordo com a polícia, o homem deve ser entregue às autoridades brasileiras na fronteira para responder por homicídio triplamente qualificado no Brasil.

As investigações apontam que a motivação do crime foi uma retaliação à atuação do PM contra o tráfico de drogas na região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário