sexta-feira, abril 02, 2021

Governo do Paraná suspende cirurgias eletivas por mais 30 dias

Há falta de medicamentos, principalmente de anestésicos e relaxantes musculares. Não há vagas em UTIs. Não houve alternativa. A Secretaria de Estado da Saúde prorrogou por mais 30 dias a suspensão de cirurgias eletivas nas redes pública e privada do Paraná. A decisão consta na Resolução Sesa nº 355/2021, publicada nesta quarta-feira (31). O objetivo da normativa é otimizar o uso de medicamentos anestésicos e relaxantes musculares, bem como a ocupação de leitos de UTI para o atendimento exclusivo à Covid-19 no Estado.

“Neste momento em que todo o País passa por dificuldades de aquisição de medicamentos e lotação de leitos de UTI, precisamos priorizar o atendimento que possui maior urgência, que é sem dúvidas os casos suspeitos e confirmados de coronavírus”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A suspensão pode ser estendida ou reduzida, de acordo com a disponibilidade de medicamentos, leitos e dependendo da situação epidemiológica da doença no Paraná.

“Os procedimentos de cardiologia, oncologia e nefrologia, exames e procedimentos realizados em âmbito laboratorial de urgência ou emergência, continuarão ocorrendo. Estamos passando por um momento difícil e precisamos unir todos os esforços para combater a Covid-19, com o único propósito de salvar vidas”, acrescentou o secretário.

A Resolução também reforça que as unidades de saúde devem assegurar a realização de ações voltadas à garantia da manutenção de afastamento entre pessoas com redução do risco de contágio da Covid-19 e adoção de medidas de proteção individual e coletiva obrigatórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário