sábado, fevereiro 20, 2021

MPPR denuncia cinco pessoas em Matelândia por morte de agricultor ocorrida em propriedade rural da cidade

Em Matelândia, no Oeste do estado, o Ministério Público do Paraná, a partir da Promotoria de Justiça da comarca, denunciou cinco pessoas por homicídio duplamente qualificado e outros crimes pela morte de um agricultor em outubro do ano passado, em um sítio na Vila Esmeralda, zona rural do município. Entre os réus estão a ex-mulher, um filho e a nora da vítima.

Conforme a denúncia, a ex-esposa, o filho e sua mulher planejaram o homicídio, além de convencerem outra filha da vítima, menor de 18 anos, a ajudar na empreitada criminosa. Eles contrataram dois homens, irmão e primo da nora, para executar o agricultor, mediante a promessa de recompensa de R$ 50 mil. A ação foi movida pelo interesse dos mandantes no patrimônio da vítima, avaliado em R$ 1 milhão, entre automóveis, imóveis e atividades agrícolas. Além disso, a ex-mulher e os dois filhos constavam como beneficiários de seguros de vida realizados pelo agricultor.

Presos – De acordo com o MPPR, corrompida pela mãe, o irmão e a cunhada, dias antes do crime, a adolescente teria desligado o sistema de monitoramento de câmeras da propriedade. Na noite de 17 de outubro de 2020, o filho do empresário levou os dois matadores ao sítio. Por volta das 23 horas, quando chegava no local, o homem foi executado com quatro tiros, sem possibilidade de defesa. Orientados pelos demais denunciados, os executores do homicídio fugiram no carro da vítima e depois atearam fogo no veículo.

A ex-mulher, o filho e a nora foram denunciados por homicídio qualificado, corrupção de menores e dano qualificado. Os outros dois são acusados de homicídio qualificado e dano qualificado. Os cinco denunciados encontram-se presos, após operação da Polícia Civil, realizada para auxiliar na elucidação do crime.

Autos nº 3435-09.2020.8.16.0115

Nenhum comentário:

Postar um comentário