sexta-feira, dezembro 04, 2020

Suspeito de explodir viatura da PM no Paraná é preso

A Polícia Civil e a Polícia Militar cumpriram, nesta quinta-feira (3), cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária. A ação ocorreu durante investigação que apura a explosão de uma viatura da Polícia Militar em Ipiranga, município dos Campos Gerais que fica a 57 km de Ponta Grossa.

Os mandados foram cumpridos em Ipiranga e em Curitiba. Segundo a Polícia Civil, o indivíduo preso é suspeito de ter envolvimento com o crime ocorrido em outubro.

Por se tratar de prisão temporária, ele permanecerá na cadeia por prazo de 30 dias. A intenção é auxiliar na conclusão das investigações. O procedimento tramita sob sigilo.

O crime

Dois policiais militares ficaram feridos durante um atentado na madrugada do dia 25 de outubro, na zona rural de Ipiranga. Um cabo e uma soldado da PM iam atender naquele momento uma ocorrência de perturbação de sossego.

Conforme informações da Polícia Militar na época, no local havia aglomeração de pessoas e som alto. Quando foram averiguar a situação, a viatura foi atingida por um explosivo e a dupla ficou gravemente ferida.

Eles foram encaminhados ao Hospital de Ipiranga e, em seguida, transferidos para a Santa Casa de Misericórdia em Ponta Grossa. O cabo teve rápida recuperação, enquanto a soldado passou alguns dias na UTI até melhorar dos ferimentos sofridos no atentado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário