quarta-feira, dezembro 23, 2020

Suspeita de covid-19 leva a descoberta de infecção por vírus raro no Paraná

A detecção do subtipo H1N2 do vírus Influenza A, transmitida de porcos para humanos, em uma menina de 4 anos de Rebouças, no Centro-Sul do Paraná, ocorreu após a equipe médica que atendia a paciente suspeitar tratar-se de um caso de covid-19. Isso porque os sintomas da gripe causada pelo H1N2 são os mesmos da infecção pelo novo coronavírus e comuns a outros quadros síndrome respiratória: febre, coriza, dor de cabeça e dificuldade para respirar.

A criança, cujo pai trabalha na criação de suínos, já está recuperada. Mesmo assim, a menina e 16 familiares seguem sendo monitoradas por equipes de saúde de Rebouças, bem como as criações de porcos da região. Por ser uma mutação rara do vírus Influenza A, o caso foi notificado ao Ministério da Saúde. Como o H1N2 é um vírus com potencial pandêmico, o Ministério da Saúde tem que notificar o caso à Organização Mundial de Saúde (OMS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário