sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Acusado de matar Ivanilda Kanarski vai a júri popular na próxima semana

Está agendado para quarta-feira, dia 9 de dezembro, a partir das 9h, o júri popular do acusado da morte de Ivanilda Karnaski, 30 anos. O crime aconteceu em Irati, no dia .26 de julho de 2018, e teve grande repercussão. João Fernando Nepodetalski, ex-companheiro da vítima, a matou a tiros na frente dos seus filhos, no Parque Aquático, em plena luz do dia.

O crime foi enquadrado como feminicídio, que significa praticar homicídio contra mulher por razões associadas ao seu gênero. Além disso, o acusado vai ser julgado por tentativa de homicídio do irmão de Ivanilda, que estava com ela no Parque Aquático e tentou impedir que ela fosse morta.

Nepodetalski foi preso em flagrante por um policial militar que estava em seu horário de descanso. Desde então permanece preso.

Segundo informações do Tribunal de Justiça do Paraná, devido a alta nos casos de covid-19 em Irati, júri não será aberto ao público e possivelmente nem os familiares da vítima e do acusado poderão acompanhar. Porém, todo o julgamento será transmitido ao vivo no YouTube, com acesso livre a quem quiser assistir.

A formação do júri popular, que ocorrem em casos de crimes dolosos contra a vida, contará com 35 pessoas da comunidade. No dia do julgamento, através de sorteio, apenas sete vão participar e decidir o destino do réu perante a Justiça.

MOBILIZAÇÃO

O caso da jovem Ivanilda Kanarski comoveu Irati e o Paraná. A sua família se mobiliza para pedir que justiça seja feita. “Passar por tudo aquilo não foi fácil. Ela foi morta na frente dos filhos, algo que não se repara. O tempo acalma, mas a ferida fica para sempre. Queremos justiça e que outras mulheres não passem por isso”, fala a cunhada da vítima, Franciele dos Santos.

Nas redes sociais muitas pessoas já se manifestam e também pedem justiça por Ivanilda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário