quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

VERGONHA - Ecocataratas aumenta tarifas de pedágio em 30%. Praças de Candói e LS foram a R$ 12,74

        Foto - De um lado o GOVERNADOR e do OUTRO... o POVO                    

                                

A concessionária Ecocataratas vai reajustar as tarifas do pedágio nas rodovias operadas pela empresa em 30% a partir desta sexta feira (18 de dezembro). A concessionária explora o pedágio da rodovia BR-277, entre Guarapuava e Foz do Iguaçu.

O aumento atinge as praças de pedágio em São Miguel do Iguaçu, Céu Azul, Cascavel, Laranjeiras do Sul e Candói. Hoje o valor do pedágio para veículos de passeio na praça em São Miguel do Iguaçu vai subir de R$ 11,90 para R$ 15,47; em Céu Azul custa de R$ 9,00 para R$ 11,70; e em Cascavel, Laranjeiras do Sul e Candói de R$ 9,80 para R$ 12,74.

A empresa alega ter cumprido o acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal (MPF), no âmbito da operação Integração, que investiga um esquema de pagamento de propina por concessionárias a políticos e agentes públicos do Paraná, em troca de aditivos contratuais que resultaram em aumentos de tarifa e cancelamento de obras. Pelo acordo, o grupo Ecorodovias, que administra as concessionárias Ecocataratas e Ecovia, admitiu as irregularidades, e se comprometeu em pagar R$ 400 milhões, com a redução de tarifas e realização de obras.

"Em conformidade com o Acordo de Leniência e amparada pelo Ministério Público Federal, a Concessionária Ecocataratas, empresa do grupo EcoRodovias responsável pelo trecho de 387,1 quilômetros da BR-277, entre Guarapuava e Foz do Iguaçu, irá retomar, entre os dias 15 e 18 de dezembro, a depender da evolução do tráfego no período, os valores normais de cobrança nas praças de pedágio sob jurisdição da concessionária, em São Miguel do Iguaçu, Céu Azul, Cascavel, Laranjeiras do Sul e Candói", apontou a concessionária em nota. Segundo a nota "a empresa está prestes a atingir R$ 120 milhões em compensação tarifária em benefício dos usuários da rodovia (mais a variação da Taxa Selic no período)".

"Desde o dia 1º de outubro de 2019, os valores estão reduzidos em 30% e a empresa está prestes a atingir R$ 120 milhões em compensação tarifária em benefício dos usuários da rodovia", diz ainda a nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário