quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Rodovias federais do Paraná lideram no mapa de risco de exploração sexual infantil

Pelo segundo biênio consecutivo o Paraná aparece como o estado brasileiro com maior número de pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes em trechos de rodovias federais. O levantamento, feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em parceria com a Childhood Brasil, foi divulgado nesta quarta-feira (16), com o lançamento da 8ª edição do projeto MAPEAR.

Em todo o país, entre os anos de 2019 e 2020 a PRF apurou 3.651 pontos vulneráveis nas rodovias federais, o que aponta para um crescimento de 47% na comparação com o biênio anterior. Só no Paraná foram identificados 388 pontos vulneráveis (alta de 29% na comparação com 2017/20180), o que coloca o estado na liderança do ranking, seguido por Minas Gerais (351 pontos) e Bahia (325).

No caso paranaense, o estado foi apresentado com destaque no estudo, uma vez que aparecia no ranking dos cinco estados com maior número de pontos críticos em 2017/2018, mas conseguiu sair dessa colocação nada positiva no ranking mais recente.

Além disso, a BR-116 — a maior a rodovia federal do Brasil — segue com o maior número de pontos críticos, embora tenha apresentado diminuição de 30% em relação ao biênio passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário