terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Pedágio em rodovias do Paraná será reajustado antes do Natal

Os motoristas que pretendem viajar neste final de ano, podem preparar o bolso porque está chegando mais um presente de grego: o reajuste do pedágio em diversas praças, inclusive na BR-277, explorado pelas empresas Ecocataratas e Ecovia.

O reajuste será bem salgado e tem dois fatores principais: o primeiro é que nos próximos dias vencerá o acordo de leniência fechado pelas concessionárias com o Ministério Público Federal em 2019. O segundo é o reajuste anual previsto no contrato leonino firmado durante o governo Jaime Lerner.

A Ecocataratas explora o pedágio entre Foz do Iguaçu e Candoi, na região de Guarapuava. A Ecovia está encarregada da exploração no trecho da BR-277 de Guarapuava até Paranaguá.

O total do acordo de leniência com as duas empresas – que são do mesmo grupo – foi de R$ 400 milhões. Desse total, R$ 220 milhões foi em redução tarifária, que resultou em desconto de 30% no valor da tarifa.

R$ 30 milhões foram em multas e R$ 150 milhões em obras rodoviárias. Essas obras já estavam previstas nos contratos de concessão firmado em 1997, mas foram retirados do cronograma por meio de aditivos ou pedidos de reequilíbrio financeiro.

No trecho entre Foz a Guarapuava, a Ecocataratas se comprometeu a executar as obras do trevo de Cascavel, vias marginais na BR-277 em Foz do Iguaçu e terceiras faixas em toda a rodovia.

Já a Ecovia ficou responsável pela duplicação da PR 407, em Pontal do Paraná, duas passarelas, sendo uma em Paranaguá e outra em São José dos Pinhais, uma alça de retorno no acesso de Matinhos e a iluminação da rodovia na chegada de Paranaguá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário