terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Dia de Luta contra AIDS - Em Laranjeiras do Sul 96 pacientes realizam o tratamento da doença

Considerando o momento complicado do setor de saúde, por conta da pandemia do coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde não realizará campanha presencial em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, que transcorre neste 1º de dezembro. “Vivemos uma pandemia que exige medidas preventivas, como o uso de máscara, distanciamento e higienização constante com álcool gel 70%, além de isolamento social e de evitar aglomeração de pessoas para conter o avanço dos casos”, explicou Cristian Ricardo Pinto, coordenadora do Serviço de Atendimento em Laranjeiras do Sul.

Entretanto, pessoas que recentemente passaram por uma situação de risco de contágio pela Aids (prática sexual sem o uso do preservativo, compartilhamento de seringa ou objetos perfurocortantes, como agulhas, lâmina de barbear, alicate de unha), transfusão de sangue e infecção vertical (a mãe contaminada pode infectar o bebê durante a gravidez, no parto ou amamentação) devem procurar uma Unidade de Saúde para orientações e procedimentos necessários.

O Dezembro Vermelho deste ano, tem como tema “Aids, escolha sua forma de prevenção: se a dúvida acaba a vida continua”. “É um mês de mobilização e alerta. Queremos chamar a atenção da população quanto à prevenção, porque infelizmente, muitas pessoas continuam não utilizando o preservativo nas relações sexuais o que é muito preocupante, já que temos várias campanhas de conscientização e também preservativos disponíveis nas Unidades de Saúde”, alertou o coordenador.

Dados da Secretaria de Saúde mostra que 96 pacientes realizam o tratamento da doença em Laranjeiras do Sul. O ponto positivo na luta contra a Aids, é que a Secretaria de Saúde vem oferecendo todo o suporte como: testagem, medicamentos (oferecidos gratuitamente pelo SUS) e acompanhamento dos pacientes.

 “Conhecer o quanto antes a sorologia positiva para o HIV aumenta muito a expectativa de vida da pessoa que convive com o vírus, por isso a importância do teste, que faz parte da rotina dos serviços de saúde e deve ser feito por todos que foram expostos a uma situação de risco, como sexo sem o uso de preservativo ou compartilhamento de seringas. O resultado sai em cerca de 10 minutos. Quem faz o teste, busca o tratamento e segue as recomendações da equipe de saúde ganha muito em qualidade de vida”, concluiu Cristian.

Nenhum comentário:

Postar um comentário