sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Justiça determina que delegado acusado de matar a mulher e a enteada a tiros vá a júri popular

A Justiça determinou que o delegado Erik Busetti, acusado de matar a tiros a mulher e a enteada em Curitiba , vá a júri popular.

O crime ocorreu no fim da noite do dia 4 de março, no bairro Atuba. Maritza Guimarães de Souza, tinha 41 anos e era policial civil. Ana Carolina de Souza era estudante e tinha 16 anos.

A decisão, de quinta-feira (8), é da juíza Mychelle Pacheco Cintra Stadler, da 1ª Vara Privativa do Tribunal do Júri do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba.

Erik Busetti está preso no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Na decisão, a juíza também negou o direito do delegado de recorrer ou aguardar o julgamento em liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário