terça-feira, 6 de outubro de 2020

Dois suspeitos são presos em operação contra corrupção, em São Miguel do Iguaçu

Dois suspeitos foram presos durante operação de combate à fraudes em licitações, em São Miguel do Iguaçu, no oeste do Paraná, nesta segunda-feira (5), segundo a Polícia Civil.

De acordo com a polícia, um dos suspeitos é marido de uma ex-vereadora da cidade. Ele foi preso, em 2019, suspeito de estar envolvido com desvio de dinheiro em contratos de serviços de assistência social . O mandado de prisão foi cumprido, nesta segunda, porque ele descumpriu as medidas cautelares.

A Polícia Civil informou ainda que o outro preso é um empresário, que também havia sido detido na Operação W.O, em 2019, suspeito de ser 'laranja' em um esquema em que município comprava pedras por um valor acima da média.

De acordo com a Polícia Civil, dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas casas dos investigados, em São Miguel do Iguaçu e Medianeira.

Os suspeitos foram presos em São Miguel do Iguaçu e serão transferidos para Foz do Iguaçu, também no oeste.

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), os dois homens são acusados de diversos crimes, como falsidade ideológica, fraude a licitações, peculato e lavagem de dinheiro.

A investigação aponta ainda que as cinco empresas utilizadas pela organização criminosa receberam do Município de São Miguel do Iguaçu, nos últimos anos, aproximadamente R$ 18 milhões em contratos administrativos.

Mandados foram cumpridos pela 1ª Promotoria de Justiça da comarca e da Divisão de Combate à Corrupção da Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário