quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Diretores das escolas cívico-militar serão nomeados pelo governador do Paraná

As escolas da rede estadual de ensino que oferecem ensino integral e as que optarem por adotar o sistema de ensino cívico-militar – não terão mais a participação direta da comunidade escolar na escolha dos seus diretores, como ocorre nos demais colégios da rede pública estadual.

Projeto de Lei 565/20, de autoria do governo estadual, foi aprovado na sessão de segunda-feira, 5, pela Assembleia Legislativa, já em segundo turno de votação. A nomeação ficará sob a responsabilidade do governador e do secretário estadual de Educação.

A matéria foi aprovada por 41 votos favoráveis e nove contrários - bancada de oposição. Ontem, na Rádio Onda Sul, o deputado Wilmar Reichembach (PSC), que integra a bancada de situação, elogiou a iniciativa. Já a deputada Luciana Rafagnin (PT) criticou a proposta, que retira o direito da comunidade escolher os diretores.

O projeto de lei traz alterações que alteram o processo eleitoral dos diretores de escolas estaduais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário