sábado, 12 de setembro de 2020

Correios - audiência de conciliação termina sem acordo e greve será julgada no dia 21

A audiência de conciliação entre os Correios e os sindicatos que representam os trabalhadores, em greve desde o dia 17 de agosto, terminou sem acordo. A audiência nesta sexta-feira (11) aconteceu com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), que marcou o julgamento do dissídio para o dia 21 de setembro.

Os trabalhadores não estão pedindo recomposição da inflação, apenas a manutenção de direitos já julgados como legítimos, no ano passado, pelo TST, que segundo os sindicatos da categoria não são respeitados. Também cobram mais medidas de proteção ao trabalhador contra a Covid-19.

Já a empresa alega que desde o início de julho tenta negociar com as entidades representativas dos empregados os termos do acordo. "Dando continuidade às ações de fortalecimento de suas finanças e consequente preservação de sua sustentabilidade, a empresa apresentou uma proposta que visa a adequar os benefícios dos empregados à realidade do país e da estatal", diz nota dos Correios quando a greve foi deflagrada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário