terça-feira, 4 de agosto de 2020

Unicentro define novas datas de referência para calendário acadêmico de 2020

         A Unicentro tem um novo calendário para o ano letivo de 2020. As aulas, de acordo com decisão dos membros dos Conselhos de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) e de Administração (CAD), devem se estender até o dia 12 de maio do próximo ano. Com isso, o ano letivo de 2021 também teria seu início previsto para primeiro ou sete de junho.

 “Sabemos que o cenário da educação segue incerto em virtude dos desdobramentos da pandemia de covid-19 no Paraná e no Brasil. Ainda assim, a universidade acredita que termos um norte auxiliará nossos estudantes, sobretudo os concluintes, e também aqueles que vão se inscrever para os nossos processos seletivos. Nesse sentido, vamos trabalhar com as datas definidas hoje e, caso seja preciso, elas serão revistas, sobretudo para os cursos da área da saúde”, esclarece o professor Fábio Hernandes, reitor da Unicentro e presidente dos dois conselhos.

A reunião Cepe/CAD teve início as 9h e se estendeu até às 17h, com realização de forma remota nessa sexta-feira, 31. A primeira deliberação foi pela necessidade de se rediscutir o calendário, que estava aberto desde abril, quando os conselhos decidiram pela adoção de atividades não presenciais para até 20% da carga horária total de cada curso, e previsão de 59 dias letivos de aulas presenciais após o retorno. Na sequência, outras duas proposições foram apresentadas: a adoção de um calendário unificado para todos os cursos da universidade ou de calendários múltiplos, atendendo as especificidades das diferentes áreas do conhecimento. Após votação, os conselheiros decidiram, por maioria, pela flexibilização do calendário.

O terceiro ponto deliberado foram os calendários que, então, passariam a ser adotados pelos cursos de graduação. Os debates culminaram em três propostas de calendários, que serão, ao longo da próxima semana, fechados pela Proen (Pró-Reitoria de Ensino) e divulgados para a comunidade universitária. De todo modo, o limite para a finalização do ano letivo de 2020 é 12 de maio do próximo ano, possibilitando a previsão do início do ano letivo de 2021 para primeiro ou sete de junho. Outra decisão foi pela flexibilização da quantidade de horas-aula que poderá ser ministrada de forma não-presencial por cada curso.

As deliberações implicam, porém, em outros encaminhamentos pedagógicos que deverão ser definidos na próxima reunião do Cepe, entre eles como serão realizadas as atividades avaliativas, exames finais e o plano de reposição das aulas ministradas até aqui remotamente. “Além disso”, reitera o reitor Fábio, “outras decisões competem aos conselhos departamentais e núcleos docentes estruturantes, como a antecipação dos conteúdos e disciplinas teóricos na forma remota para que o momento da retomada do presencial seja focado nos conteúdos e disciplinas práticos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário