quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Prefeita cassada após comprar 6 toneladas de Bolo ganha direito de voltar ao cargo no Paraná

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), do último dia 7, determinou que Marlene Fátima Revers (Pros) volte ao cargo de prefeita de Quedas do Iguaçu, no sudoeste do Paraná. A política teve o mandato cassado no final de outubro do ano passado, após os vereadores entenderem que houve crime de omissão e negligência na defesa de bens e interesses do município.

O processo foi aberto contra a prefeita após notas revelarem que entre setembro de 2017 e novembro de 2018, Marlene teria gasto R$ 95 mil com a compra dos alimentos para reuniões do Conselho Municipal de Assistência Social. Entre as compras estavam mais de 6,5 toneladas de bolo e 36 mil salgadinhos.

Após a cassação, o vice-prefeito Anelson Ubialli (PSB) assumiu o cargo. Entretanto uma decisão da 5ª Câmara Cível do TJ-PR, do desembargador Luiz Mateus de Lima, determinou que Marlene volte ao cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário