domingo, 30 de agosto de 2020

Mulher mata amiga grávida e rouba bebê - Futura mãe foi morta a tijoladas. Acusada usou estilete para tirar a criança da barriga da gestante após o crime

Uma mulher, de 24 anos, foi presa nessa sexta-feira, 28, suspeita do assassinato da amiga, grávida de 36 semanas. O crime ocorreu em Canelinha, na Grande Florianópolis, em Santa Catarina. O bebê foi retirado do ventre da mãe com ajuda de um estilete. O companheiro da suspeita de assassinato também foi preso.

A mãe da criança, de 25 anos, estaria desaparecida desde a quinta-feira, 27, quando saiu de casa para participar de um chá de bebê surpresa. Ela foi encontrada morta, em uma cerâmica, já sem o bebê. Segundo a Polícia Civil, a suspeita disse em depoimento que teria matado a vítima com um golpe de tijolo na cabeça. Ela afirmou que inventou a história do chá de bebê como forma de atrai-la.
Corpo da mulher grávida foi encontrado
em cerâmica desativada em Canelinha
  Foto: Divulgação, Polícia Civil

A suspeita admitiu à Polícia que também estava grávida, mas que acabou perdendo o bebê. Ela não contou aos familiares sobre a perda por causa da expectativa que haviam criado e, por isso, teve a “ideia” de roubar o bebê da vítima, de quem era amiga de infância. Ela teria ainda simulado um parto espontâneo com a ajuda de populares.

Após o crime, a amiga da vítima teria ido ao hospital e apresentado a criança, alegando um parto espontâneo com a ajuda de terceiros. Como ela não apresentava indícios de um parto recente, o bebê foi encaminhado ao Hospital Infantil Joana Gusmão, de Florianópolis. A recém-nascida apresentava cortes nas costas, possivelmente causados pelo estilete utilizado no crime.

Com informações da Secretaria do Estado de Santa Catarina, a bebê foi medicada com antibióticos e remédios para dor, devido as lesões, mas passa bem. A dupla segue detida e aguarda para prestar depoimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário