terça-feira, 11 de agosto de 2020

Laranjeiras do Sul - Agosto Dourado reforça importância do aleitamento materno

A amamentação é um dos momentos mais importantes na construção do elo entre mãe e filho. Além disso, o leite humano é o alimento essencial para o desenvolvimento do bebê nos seus primeiros meses de vida. Este mês, instituído como “Agosto Dourado”, tem o intuito de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. 

Em Laranjeiras do Sul, todos os anos a Secretaria de Saúde, através do NASF – Núcleo Ampliado da Saúde da Familia – desenvolve uma extensa programação durante todo o mês. No entanto, neste ano, devido a pandemia do novo coronavirus, o trabalho está sendo focado nas informações orientativas junto às Unidades de Saúde e também nas redes sociais.

O tema escolhido em 2020 é “Apoiar a amamentação para um planeta mais saudável”, já que o leite materno é o alimento mais natural, seguro e renovável que existe. O aleitamento materno é promovido logo após o nascimento do bebê, independentemente do tipo de parto, estimulando também o vínculo afetivo com a mãe. 

Benefícios da amamentação

-Uma alimentação saudável se inicia com o aleitamento materno, que nutre a criança adequadamente nos primeiros seis meses de vida. E, de forma complementar, até os dois anos ou mais.

-O leite materno reduz mortes infantis e é nutricionalmente completo, sendo superior às fórmulas industrializadas de leites infantis. Crianças que são amamentadas por mais tempo têm melhor desenvolvimento intelectual, o que pode melhorar o desempenho escolar e, a longo prazo, aumentar a renda. Com o leite humano, o bebê fica protegido de infecções, diarreias e alergias, cresce com mais saúde, ganha peso mais rápido e fica menos tempo internado.

-O aleitamento materno também diminuiu o risco de doenças como hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. O benefício também se estende à mãe, que perde peso mais rapidamente após o parto e ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal, o que diminui risco de hemorragia e anemia. Além disso, a cada ano que uma mãe amamenta, o risco de desenvolvimento de câncer de mama é reduzido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário