domingo, 23 de agosto de 2020

Agentes de Francisco Beltrão evitam fuga em massa em Guarapuava

                
Com informações levantadas pelo Setor de Inteligência e num trabalho em conjunto com vários outros setores e com a Divisão de Operações e Segurança do DEPEN-PR, integrantes do Setor de Operações Especiais (SOE) de Francisco Beltrão se dirigiram à 14ª SDP em Guarapuava, e em uma vistoria de rotina na estrutura de toda a Cadeia Pública, localizaram um buraco na galeria A, já pronto para ser utilizado em uma fuga pelos presos ali alojados.

O buraco feito pelos presos dava acesso ao pátio da Delegacia de Polícia Civil. Para o Chefe Regional das Cadeias Públicas da Região de Guarapuava – Rodrigo Fávaro, esse trabalho de revista e coibir irregularidades e ilícitos faz parte da rotina, e com a presença dos guardas prisionais temporários e policiais penais que estavam de plantão, mais o reforço dos Policiais Penais do SOE, esse trabalho tem sido muito exitoso, pois além dos arremessos que se evitou nos últimos dias que entrassem para os presos ali detidos, seja com apoio da Polícia Militar e Polícia Civil, a ação de sábado mostra o quanto o DEPEN profissionalizou seus Policiais para trabalhar nestas situações e evitar uma fuga em massa.

Já o Coordenador Regional do DEPEN – Marcos Andrade lembra o quanto o SOE que tem sua base em Francisco Beltrão tem colaborado para a melhoria da Segurança nas Unidades do DEPEN, sendo que já são várias operações todas realizadas com profissionalismo e em total acordo com o que prevê a Lei de Execuções Penais, Estatuto Penitenciário e normas que regulamentam o uso progressivo da força, mediação de conflitos e demais dispositivos que regram o trabalho policial e nas Unidades Penitenciárias. 

Marcos ressalta que pretende solicitar ao DEPEN o aumento de integrantes do SOE na Regional visto o trabalho importante que esses profissionais têm desenvolvido garantindo que os demais servidores possam cumprir suas jornadas com tranquilidade, bem como fazendo com que os presos que querem somente cumprir sua pena para voltar a sociedade, também o façam de maneira digna e de acordo com o estabelecido pelo Poder Judiciário.

Um preso que seria responsável por articular a tentativa de fuga foi identificado e transferido, já os demais que participaram da ação junto com o responsável pelo buraco, podem responder por dano ao patrimônio público e disciplinarmente pela tentativa de fuga.

Por Francisco Correia

Nenhum comentário:

Postar um comentário