quarta-feira, 29 de julho de 2020

Mais de 10 mil alunos do Paraná já trocaram as escolas particulares pelas estaduais

Desde março, quando foram suspensas as aulas em todo o Paraná em razão da pandemia do novo coronavírus, cerca de 10,8 mil alunos cancelaram suas matrículas em escolas particulares e migraram para a rede estadual de ensino, segundo a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed). Até o retorno das aulas, que, para o governo do estado, não deve ocorrer antes de setembro, há uma tendência de aumento nesse número, que em meados de junho era de 8,6 mil. Os números representam 2,36% do total de 457.858 estudantes matriculados em escolas particulares no Paraná.

O número diz respeito apenas às transferências para escolas estaduais. Só na cidade de Curitiba, outros 2 mil estudantes deixaram escolas particulares e se matricularam na rede municipal, que atende educação infantil, ensino fundamental e educação de jovens e adultos (EJA) fase 1.

Por enquanto, a situação não chega a preocupar as escolas públicas. De acordo com a Seed, há estrutura para absorver até 100 mil novos estudantes em todo o estado. A secretaria lembra que constitucionalmente tem o dever de ofertar o ensino gratuito a todos que procurarem a rede estadual, de modo que, caso a quantidade venha a ultrapassar o limite, deverá criar condições de atender à demanda.

Conforme a Resolução 4527/2011 da Seed, as turmas de 6º e 7º ano do ensino fundamental devem ter no máximo 30 estudantes, enquanto as do 8º e 9º ano, 35. Já as turmas de nível médio não podem ter mais do que 40 alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário