sábado, 11 de julho de 2020

H1N2 no Paraná - OMS confirma caso humano em Ibiporã com potencial pandêmico

A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) detectou em Ibiporã, no norte do Paraná, um caso humano de infecção respiratória provocada pela mutação do vírus influenza A – H1N2.

Desde 2005, apenas 26 casos foram documentados em todo o mundo, incluindo outros dois pacientes do Brasil. O vírus circula em porcos e tem, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), potencial para gerar uma pandemia.

De acordo com informações divulgadas pela Fiocruz, a paciente analisada é uma mulher, de 22 anos, que trabalha em um matadouro, e precisou de atendimento médico após apresentar problemas respiratórios em abril.

Na época, a jovem realizou exames por suspeita da Covid-19, que deram negativo. Então, foi detectado um tipo diferente de influenza e a amostra foi encaminhada para a Fiocruz, que confirmou que se tratava de um caso de H1N2.

A paciente foi tratada em casa e está curada. Porém, como o vírus tem potencial pandêmico, a OMS foi avisada. Ainda não é possível saber se o vírus pode ser transmitido de pessoa para pessoa. Neste sábado, a fundação vai divulgar um comunicado detalhado do caso.

O QUE É A GRIPE H1N2?

A H1N2 é um subtipo de Influenza A, vírus responsável pela gripe, que é uma infecção respiratória. Os sintomas são parecidos com o vírus da gripe ou da Covid-19, veja abaixo:

- dor de cabeça;
- garganta inflamada;
- febre;
- tosse;
- mal-estar;
- dor articular;
- garganta, nariz e olhos vermelhos;
- perda do apetite;

Nenhum comentário:

Postar um comentário