domingo, 19 de julho de 2020

Campeonato Paranaense recomeça com jogo exótico e vitória do Cascavel

O Campeonato Paranaense recomeçou nesse sábado (dia 18), após quatro meses de paralisação por causa do coronavírus. O reinício foi com a partida Rio Branco x FC Cascavel, às 14 horas, no jogo de ida das quartas de final. A partida de volta será na quarta-feira, em Cascavel.

O Cascavel venceu por 3 a 0, em partida marcada por vários fatos exóticos, além do novo protocolo para evitar a contaminação pelo coronavírus.

A partida desse sábado foi em Ponta Grossa, já que o Rio Branco ficou impedido de jogar em Paranaguá — o Governo do Estado não autorizou atividades esportivas no Litoral, devido à pandemia.

FATOS EXÓTICOS

O Rio Branco tornou o jogo de sábado um dos eventos mais exóticos da história da competição. Durante a pandemia, o clube entrou em grave crise financeira, perdeu 16 jogadores e ficou apenas com 12 para o restante da competição. Nesse sábado, a equipe só tinha um atleta no banco: o goleiro Rafael Betiol, 35 anos.

Entre os 11 titulares do Rio Branco estava o atacante Ratinho, 40 anos. Vereador de Paranaguá, ele estava aposentado do futebol profissional desde 2016. No início de 2020, ele foi inscrito no Paranaense 2020 para receber uma homenagem, mas não para competir. Com a falta de atletas, acabou escalado.

Além disso, o Rio Branco permaneceu os últimos quatro meses sem treinar.

Outro fato bizarro é o Campeonato Paranaense não ter adotado a regra de cinco substituições, que foi autorizada pela Fifa em 2020 e vem sendo utilizada nas maiores ligas da Europa. Com isso, no Paraná, continua valendo o limite de três substituições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário