terça-feira, 19 de maio de 2020

Suspeita de participação em estupro e morte de adolescente achada em CANDÓI é presa

Uma mulher suspeita de envolvimento no crime que vitimou fatalmente uma adolescente de 13 anos em Guarapuava, na região central do Paraná, em março deste ano, foi presa em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, na noite desta segunda-feira (18).

Mirian de Meira Pereira, de 23 anos, era considerada foragida da Justiça e contra ela havia um mandado de prisão por ocultação de cadáver, favorecimento a prostituição e extorsão. A investigação aponta que a mulher era agenciadora de garotas de programa.

De acordo com o agente Silva, da Guarda Municipal, Miriam foi encontrada após a denúncia de que ela havia confessado e comemorado a morte da vítima. 

Morte de adolescente em Guarapuava

O corpo da jovem – que estava desaparecida desde o dia 7 de março deste ano – foi localizado no dia 2 de abril, em uma estrada rural do município de Candói, a 75 Km de Guarapuava, com sinais de esganadura.

A mulher é a terceira pessoa a ser presa pelo crime, anteriormente, dois homens já haviam sido detidos. Um deles, de 43 anos, suspeito de estuprar, assassinar e ocultar o corpo da vítima, se apresentou na delegacia no dia 23 de abril, enquanto o outro, de 31 anos, foi preso no mesmo dia em que o corpo foi localizado, 2 de abril, por suspeita de participação no feminicídio.

A Polícia Civil não divulgou as circunstâncias e a motivação do assassinato da adolescente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário