terça-feira, 19 de maio de 2020

Plano de ação prevê medidas para a Covid-19 no sistema prisional

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, e o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, assinaram nesta terça-feira (19) um plano de ação integrada para enfrentamento da Covid-19 nas carceragens de delegacias de polícia e penitenciárias do Paraná. A plano se soma às medidas já adotadas desde março no sistema prisional de todo o Estado.

O plano prevê medidas de isolamento de presos, desde a triagem, quando ele chega, até o tratamento daquele que apresentar sintomas ou a doença propriamente dita. Também aborda os procedimentos de remoção de detentos e avaliação, além de orientações gerais em relação ao novo coronavírus.

“Vamos começar a operar um contingenciamento de ações dentro das carceragens do Estado, contando com o apoio da Fundação Araucária e da Superintendência de Ensino Superior e Tecnologia do Paraná. Isso demonstra que, para o combate do coronavírus aqui no Estado, todas as estruturas do Governo devem conversar e se ajudar”, disse Beto Preto.

Segundo ele, a determinação de integração de forças entre as secretarias cumpre determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Tenho certeza que, a partir desta, teremos outras iniciativas. Reitero o espírito de cooperação dentro do Governo, que colocou todas as esferas para conversar e se unir no combate a esta pandemia”, disse o secretário da Saúde.

SEGURANÇA PÚBLICA - O secretário da Segurança Pública agradeceu a parceria entre as pastas e ressaltou a importância da colaboração de todos neste momento. “Para nós é muito importante o que fizemos aqui hoje. Esse plano será nossa referência e nosso norte para que toda semana possamos ajustar o que deve ser feito. Desde o início da pandemia a Sesp têm se debruçado de maneira a buscar as melhores formas de combate, junto com a Saúde”, disse.

Romulo Marinho Soares citou ações recentes da Secretaria da Saúde em colaboração aos profissionais de segurança do Estado. “Nós recebemos recentemente as vacinas da gripe para nossas equipes de segurança pública e sistema prisional, além dos testes rápidos de Covid-19 para estes profissionais. Este plano, com certeza, será referência e para Sesp essa integração, união e esforço coletivo” afirmou.

OUTRAS MEDIDAS - Desde março, a Secretaria da Segurança Pública têm adotado medidas de prevenção no sistema prisional em todo o Estado. Elas incluem ações como restrição de visitas, limpeza contínua de ambientes, higienização de viaturas e veículos de remoção. Os detentos também trabalham na produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), como máscaras e aventais. O volume já passou de 300 mil peças.

PRESENÇAS - Estiveram presentes o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, e a coordenadora de Organização da Rede em Cuidados da Saúde, Carmen Moura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário