segunda-feira, 18 de maio de 2020

Laranjeiras do Sul - Secretaria de Assistência Social alerta para prevenção e combate ao abuso sexual de crianças

Esta segunda-feira, 18 de maio, é marcada pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e a Secretaria de Assistência Social e Segurança da Família, faz um alerta para a importância do assunto. A prevenção e o enfrentamento a esse grave problema demandam a articulação de ações intersetoriais com o objetivo de proteger as vítimas e responsabilizar os agressores, bem como conscientizar a população sobre formas de identificar e denunciar os casos suspeitos. Em Laranjeiras do Sul, em função da pandemia causada pelo novo coronavírus, ações que em outros anos aconteciam por meio de abordagens educativas nas ruas são substituídas por campanhas on-line, usando meios de distribuição eletrônica, como e-mails e aplicativos de mensagens.

A violência sexual pode ocorrer de diversas formas, entre elas: o abuso sexual e a exploração sexual. O abuso acontece quando a criança ou adolescente é usado para satisfação sexual de uma pessoa mais velha. Já a exploração sexual envolve uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca, seja financeira, de favores ou presentes.

A proposta do dia “18 de maio” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar e convocar toda a sociedade a participar e a proteger o direito das crianças e dos adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual. Esse dia é instituído pela Lei Federal 9.970/2000 e demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes em todo território brasileiro.

A data foi criada, pois em 1973 um crime bárbaro chocou o Brasil. Com apenas oito anos de idade, Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada em 18 de maio daquele ano por jovens. A menina foi drogada, espancada, estuprada e morta. O caso foi tomando espaço na mídia. Mesmo com o trágico aparecimento de seu corpo, desfigurado por ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória (ES), poucos foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.

Canais de denuncias

O Disque 100 é o canal de denúncia oficial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, e recebe denúncias anônimas de qualquer violação de direitos, incluindo situações de violência sexual contra crianças e adolescentes. O Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Laranjeiras do Sul (CREAS) através do telefone (42) 3635–6142. Conselho Tutelar (42) 9-8428-2154 ou 3635–5639.

Foto do evento realizado em 2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário