terça-feira, 19 de maio de 2020

Casos de dengue passam de 180 mil com 139 mortes no Paraná

O boletim da dengue publicado nesta terça-feira (19) pelas Secretaria de Estado da Saúde apresenta mais de 313 mil notificações para a doença no Estado e confirma mais sete óbitos elevando para 139 o total de mortes provocadas pela doença desde o início do ano epidemiológico em agosto de 2019. 

O informativo confirma sete óbitos que estavam em investigação entre os meses de fevereiro, março e meados de abril.

Todos são de pessoas idosas. Dois óbitos foram em Cambará, dois homens, um com 72 anos, cardiopata, e outro com 77 anos, com hipertensão. Um óbito em Paiçandu, homem, 79 anos, portador de hipertensão e diabetes; um óbito em Bandeirantes, homem, 85 anos, sem comorbidade associada; um óbito em Alto Piquiri, mulher de 88 anos, com hipertensão; um óbito em Marialva, homem, de 92 anos, cardiopata, com diabetes e hipertensão, e um óbito em Astorga, homem, também de 92 anos, sem doenças associadas.

No acumulado do período de agosto do ano passado até 18 de maio são 180.340 casos confirmados de dengue, 12.633 a mais que a publicação anterior, conforme boletim semanal divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta terça-feira (19).

“O boletim traz a somatória de todo um período”, salienta a coordenadora de Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte. “Os números são altos; a epidemia está presente, mas o que esperamos agora é que a tendência de queda se confirme, como resultado das ações implementadas”.

A análise de taxa de incidência da dengue no Paraná sinaliza para a tendência de queda nos índices da doença no Estado. Nas últimas semanas, 20 municípios que estavam em situação de alerta ou em epidemia não apresentaram novos casos autóctones confirmados e estão com a taxa de incidência zerada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário