terça-feira, 21 de abril de 2020

Médica é coagida após desconfiar de abuso sexual em criança durante consulta em Arapongas

A Guarda Municipal (GM) foi acionada na tarde de ontem na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Arapongas, depois que uma médica suspeitou de abuso sexual contra uma criança de 12 anos.

A menina estava sendo examinada durante uma consulta, pois de acordo com familiares, estaria com um quadro de diarreia. Durante os exames, foi constatado pela médica que o ânus da criança estava dilacerado, despertando a suspeita de abuso. Ao serem comunicados sobre a suspeita, os familiares se irritaram e passaram a ficar exaltados, sendo necessária a presença da GM.

Uma Conselheira Tutelar esteve no local para acompanhar o caso, e dar sequência aos procedimentos cabíveis. A polícia militar foi acionada para confecção do Boletim de Ocorrência. A médica, informou que confeccionaria um boletim de ocorrência na delegacia, pois sentiu-se coagida pelos familiares.

A Conselheira informou que a menor ficaria aos cuidados da família até resultados de exames apuração dos fatos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário